logo-site
30 01

Você conhece o super alimento chamado Spirulina ?



A Spirulina foi conhecida por muito tempo como uma alga verde-azulada, mas na verdade ela é uma cianobactéria, ou seja, uma bactéria fotossintetizante. Pode ser consumida por seres humanos e outros animais, por se tratar de um alimento altamente nutritivo.

Essa bactéria pode ser encontrada em países como a África, Ásia, América Central e do Sul. No Brasil, é encontrada no Pantanal com facilidade, pois essa região oferece condições apropriadas para seu desenvolvimento.

Nutrientes e Benefícios 


A Spirulina é um poderoso antioxidante, devido a alta quantidade de betacaroteno e ácido ascórbico presentes na sua estrutura.

É considerada eficiente em tratamentos estéticos relacionados a pele. Isso, porque possui vitamina A que ajuda a regular as glândulas sebáceas, reduzindo cravos e espinhas. E também contém vitamina E que promove firmeza e brilho para a pele.

As vitaminas A e E ajudam a harmonizar os ovários e diminuem as cólicas menstruais, sendo altamente recomendadas para as mulheres.

Além disso, a Spirulina possui cálcio, zinco, vitamina B12, magnésio e ferro. E atua como grande aliada dos “marombeiros”, pois é composta de 53 a 62% de proteínas, favorecendo a recuperação muscular.

Nessa cianobactéria é encontrado o gamalinolênico, um tipo de ômega 6 (gordura do bem) que tem o papel de reduzir os níveis de LDL (colesterol ruim).

Ela possui uma ação anti-inflamatória desenvolvida pelo zinco, o qual estimula o sistema imunológico a combater doenças.

A porcentagem de ferro presente é superior a encontrada em outros alimentos como o espinafre, sendo uma importante aliada no combate a anemia.

A Spirulina pode ajudar no emagrecimento pois contém fenilalanina, um aminoácido que promove sensação de saciedade, devido a capacidade de se transformar numa espécie de gel no estômago, o que reduz a vontade de comer.

Porém não espere por milagres, como qualquer outro produto relacionado com o emagrecimento, é essencial realizar em conjunto uma dieta equilibrada e praticar exercícios físicos para que os resultados apareçam.

Em relação a quantidade indicada é necessário procurar orientação de um nutricionista ou médico. A variação pode ser entre 500 a 2000mg diária e ela pode ser encontrada em forma de cápsula ou pó.

A vantagem de ser em pó é a facilidade de incrementa-lá na alimentação, pois pode ser acrescentada em sucos e vitaminas. Por sua vez, as cápsulas apresentam a spirulina em forma mais concentrada e deve ser tomada antes das principais refeições do dia.

Contraindicações

A Spirulina deve ser evitada por gestantes, lactantes, pessoas com ácido úrico elevado e crianças.

Procure orientações com um profissional antes de iniciar o uso da Spirulina

 

Gostou do Post? Compartilhe: